Skip to Content

linha do tempo
Banner todos os projetos

Vídeos

Retrospectiva

A professora Amanda Gurgel foi eleita vereadora e continuou denunciando as injustiças sociais e os políticos. Desde 2012, não teve medo de se posicionar em favor dos trabalhadores e do povo pobre e de enfrentar os ricos e poderosos. Nenhum ataque ficou sem resposta. Amanda ecoou na Câmara a voz das ruas e dos locais de trabalho.
Veja aqui nesta seleção, 16 melhores momentos de Amanda na tribuna da Câmara. No primeiro, Amanda polemiza com o Escola Sem Partido, como parte da campanha nacional contra o projeto que visa esvaziar as aulas de conteúdo crítico.

RETROSPECTIVA 01 (08.06.2016)

A professora Amanda Gurgel, que calou os deputados, foi eleitaa vereadora e continuou denunciando as injustiças sociais e os políticos acomodados. Desde 2012, Amanda não teve medo de se posicionar em favor dos trabalhadores e do povo pobre e de enfrentar os ricos e poderoso. Sem dúvida, hoje podemos dizer que Amanda é imprescindível na Câmara de Vereadores de Natal. Não há quem negue que depos que Amanda entrou na Câmara, os políticos acomodados à velha política não tiveram mais sossego. Com Amanda na Câmara, nenhuma discussão ocorre sem sua opinião. Nenhum ataque fica sem resposta. Amanda é uma das nossas. Ela leva a voz das ruas e dos locais de trabalho para a Câmara.

Veja aqui os melhores momentos de Amanda, aqueles quando a emoção vai à flor da pele e seu discurso ganha o tamanho de um gigante. No primeiro vídeo, Amanda polemiza com o Escola Sem Partido, como parte da campanha nacional contra o projeto que visa esvaziar as aulas de conteúdo crítico.

Amanda: “O partido da ‘escola sem partido’ é o PSDB, que rouba merenda e fecha escola!”

No dia 8 de junho, a vereadora Amanda Gurgel realizou uma audiência pública, na Câmara de Natal, para debater o projeto de lei do deputado federal Rogério Marinho (PSDB) que proíbe os professores de emitirem opiniões em sala de aula, sob a alegação de combater o “assédio ideológico”. O projeto está sendo chamado de “lei da mordaça” pelos educadores. A professora Amanda criticou a intenção política da proposta do deputado, denominada de “escola sem partido”. “O partido desse projeto é o PSDB, que rouba merenda e fecha escola. A intenção da proposta é que as escolas formem apenas mão de obra barata, e não jovens questionadores.”, denunciou.

Amanda Gurgel convoca professores e estudantes a desobedecerem à lei da mordaça

Vereadora Amanda Gurgel (PSTU/Natal) critica projetos que afetam a liberdade de ensino e aprendizagem dos professores e comprometem o princípio da autonomia pedagógica. Amanda denunciou o projeto de lei do deputado Rogério Marinho (PSDB), que tramita na Câmara Federal, e condenou a proposta do deputado estadual de Alagoas, Ricardo Nezinho (PMDB), que foi aprovada pela Assembleia Legislativa daquele estado. Ambas as iniciativas proíbem os professores de emitirem opiniões políticas e até preveem censura e punição, podendo chegar à demissão. A vereadora do PSTU convocou professores e estudantes a desobedecerem a esta lei. “Não podemos aceitar essa lei da mordaça.”, defendeu.

FORA TODOS | Vereadora Amanda Gurgel denuncia mentiras do PT, PSDB e PMDB

No dia 1º de abril, a CSP-Conlutas e o Espaço Unidade de Ação realizaram protestos denunciando as mentiras do PT, PSDB e PMDB. As manifestações foram contra o ajuste fiscal dos governos, as privatizações e em defesa dos direitos dos trabalhadores e dos serviços públicos. Os atos também mostraram que, diante da crise do país, o povo trabalhador não precisa escolher entre duas falsas opções. De um lado, o governo Dilma e o PT, que atacam os direitos da população e governam para os grandes empresários e banqueiros. Do outro, a oposição de direita do PSDB, DEM e PMDB, com Aécio Neves, Eduardo Cunha e Michel Temer, que defendem a mesma política e também estão atolados em corrupção. “São todos farinha do mesmo saco! Defendemos fora todos eles!”

Vereadora Amanda defende continuar a luta pela isonomia e paridade no SUS de Natal

A Câmara de Natal aprovou no dia 22 de março o projeto de lei complementar nº 122/2015, enviado pela Prefeitura, que cria o plano de cargos e carreira dos médicos do município. Os vereadores também aprovaram uma emenda coletiva a este projeto, determinando que o prefeito Carlos Eduardo (PDT) envie, em até 120 dias, outra proposta que garanta a isonomia e a paridade para todos os servidores do SUS em Natal. A vereadora Amanda Gurgel (PSTU) parabenizou os servidores da saúde pela mobilização e destacou a importância dos trabalhadores exigirem da Prefeitura a isonomia e a paridade.

“Os professores estão fazendo uma luta justa!”

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Natal, a vereadora Amanda Gurgel declarou apoio à greve dos professores do município, iniciada no dia 22 de fevereiro, e denunciou o sucateamento da educação pública. “Não é cumprido o piso no município de Natal e os professores estão fazendo uma luta justa!”, disse Amanda. A categoria reivindica da Prefeitura a reposição salarial, negociada em 2013, das parcelas de 5,01% e 4,78%; a correção do piso e o pagamento de promoções, além de condições de trabalho, entre outros pontos.

“As crianças não podem esperar dez anos! A educação tem pressa! As crianças têm pressa!”

No dia 15 de fevereiro, durante a votação do Plano Municipal de Educação (PME), a vereadora Amanda Gurgel defendeu uma emenda para que o investimento no setor alcance 5% do PIB de Natal já no primeiro ano de vigência do PME. Na proposta enviada pelo prefeito Carlos Eduardo, a previsão é investir 5% ao longo dos 10 anos do Plano, o que atenderia apenas metade das 37.132 crianças, de 0 a 5 anos, que hoje estão fora da escola. “As crianças não podem esperar dez anos. A educação tem pressa! As crianças têm pressa!”, disse Amanda.

“Nós temos que investir 5% do PIB na educação de Natal imediatamente!”, propõe Amanda

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO | Vereadora Amanda Gurgel (PSTU) defende o investimento imediato de 5% do PIB de Natal em educação, com o objetivo de universalizar o ensino público e garantir o acesso à escola para todas as crianças. “São 37.132 crianças, de 0 a 5 anos, que estão fora da escola. E o que é que o Plano Municipal de Natal está propondo? Ele está propondo que, nos próximos dez anos, só metade dessas crianças estejam matriculadas. Mas nós estamos apresentando uma proposta de emenda que garanta que 100% das crianças estejam matriculadas.”, destaca Amanda.

Vereadora Amanda Gurgel propõe alternativas para enfrentar a crise econômica em Natal

Em 2016, os governos vão continuar jogando a conta da crise nas costas dos trabalhadores. A vereadora Amanda Gurgel (PSTU/Natal) é contra todas as medidas que penalizam os mais pobres e protegem os privilégios de ricos e poderosos. “Os governos devem tirar de quem tem. O prefeito Carlos Eduardo tem que cobrar os R$ 600 milhões que as grandes empresas devem a Natal.”, propõe Amanda.

“Nenhum ataque ou difamação vai me calar!”

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Natal na terça-feira (24), a vereadora Amanda Gurgel (PSTU) esclareceu as mentiras de que nunca deu aula e de que não vive como uma professora, ditas pelo vereador Júlio Protásio (PSB). A professora também denunciou que os ataques e a difamação que vem sofrendo são tentativas de desqualificar os 4 projetos de lei, apresentados por Amanda, para combater a crise econômica e acabar com os privilégios de ricos, poderosos e políticos de Natal.

Vereadora Amanda Gurgel rebate as calúnias e difamação feitas pelo vereador Júlio Protásio

Vereadora Amanda Gurgel (PSTU) rebate calúnias e difamação feitas pelo vereador Júlio Protásio (PSB) e denuncia o ataque orquestrado contra os mandatos que defendem os trabalhadores. Amanda é autora do projeto de lei que iguala o salário dos políticos de Natal ao de uma professora e do projeto que autoriza o prefeito a cobrar os 100 maiores devedores de impostos da cidade, em sua maioria grandes empresas.

“Nós queremos um plano de educação pra sair do papel ou um plano pra ficar no papel?”

No dia 11 de novembro, a vereadora Amanda Gurgel participou de uma audiência pública para discutir o Plano Municipal de Educação de Natal, que define metas e diretrizes do setor pelos próximos 10 anos. Durante a discussão do Plano na Câmara de Vereadores, Amanda destacou que o município possui 34.571 crianças, com até 3 anos, fora da escola e criticou a meta da Prefeitura em atender apenas metade desta demanda em 10 anos. “Se investirmos 5% do PIB de Natal em educação, o dobro do que se investe hoje, nós podemos atender metade destas crianças já em 2016.”, disse Amanda.

Amanda Gurgel vota contra a criação de mais cargos comissionados no NatalPrev

Com 19 votos a favor e 7 contra, a Câmara Municipal de Natal aprovou projeto da Prefeitura que amplia em 14 o número de cargos comissionados do Instituto de Previdência do Município. “O que se está aprovando aqui, como toda essa solenidade, é a formação de um trem da alegria dentro do NatalPrev. Todo mundo sabe que a criação desses cargos não tem outro objetivo que não seja arregimentar, mais uma vez, cabos eleitorais e apoiadores para a campanha do próximo ano. Obviamente que o meu voto é contrário.”, declarou a vereadora Amanda.

Amanda Gurgel denuncia “trem da alegria eleitoral” no NatalPrev

O prefeito Carlos Eduardo enviou à Câmara projeto de lei que amplia o número de cargos comissionados no NatalPrev, de 13 para 27. Para a vereadora Amanda Gurgel (PSTU) o prefeito quer transformar o instituto de previdência em um “trem da alegria” para a eleição do ano quem vem.