amanda g

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (19), a vereadora Amanda Gurgel (PSTU) voltou a denunciar o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), por reduzir a oferta da merenda nas escolas públicas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). “As crianças estão passando fome dentro das escolas, sobretudo nas creches de tempo integral. Simplesmente porque a merenda está sendo reduzida a um terço ou pela metade. A metade de um copo de suco, a metade de ‘bat gut’ (bebida láctea), a metade da quantidade de bolachas, a metade de um prato de sopa. Isso não se pode aceitar. É um absurdo! São crianças que estão em fase de formação, que estão assistindo aula chorando.”, afirmou a vereadora do PSTU.

Amanda também criticou a secretária municipal de Educação, Justina Iva (PCdoB), por baixar, no último dia 8 de maio, a portaria nº 100, que impede os professores que não estejam em readaptação de função de exercerem atividades pedagógicas em laboratórios de informática, salas de leitura e bibliotecas. “Para a secretária Justina, só podem estar nesses espaços professores em tratamento de saúde. Os professores saudáveis são obrigados a estarem apenas em sala de aula. Isso é de uma ignorância tão grande, tão distante da concepção do que é uma escola. A Câmara não pode aceitar que Justina Iva continue tratando a educação do município como se fosse o quintal da casa dela, que ela faz o que quer, na hora que quer.”, acusou.

A vereadora Amanda Gurgel disse ainda que vai protocolar um projeto de decreto legislativo para cancelar a portaria baixada pela secretária Justina Iva. Amanda irá apresentar a proposta à Comissão de Educação da Câmara e pedir o apoio dos demais vereadores. A vereadora Eleika Bezerra já concordou com o projeto de decreto.

Facebook Comments