No dia 8 de junho, a vereadora Amanda Gurgel realizou uma audiência pública, na Câmara de Natal, para debater o projeto de lei do deputado federal Rogério Marinho (PSDB) que proíbe os professores de emitirem opiniões em sala de aula, sob a alegação de combater o “assédio ideológico”. O projeto está sendo chamado de “lei da mordaça” pelos educadores. A professora Amanda criticou a intenção política da proposta do deputado, denominada de “escola sem partido”. “O partido desse projeto é o PSDB, que rouba merenda e fecha escola. A intenção da proposta é que as escolas formem apenas mão de obra barata, e não jovens questionadores.”, denunciou.

Facebook Comments